Como deixar de ser insegura com 5 exercícios mentais

A nossa mente é extremamente poderosa! Acreditar nisso já é meio caminho andado pra se realizar muita coisa, inclusive aprender como deixar de ser insegura. Tudo que fizemos, e ainda vamos fazer, acontece primeiro em nossa mente. O problema é que a gente não sabe que podemos controlar todo esse poder e deixamos a direção dela à deriva. Ao bel prazer do nosso inconsciente, dos nossos críticos internos. E assim vamos vivendo como se fôssemos um trem desgovernado.

Nosso poder mental pode ser usado tanto para o bem, quanto para o mal. Quando deixamos o controle dessa arma nas mãos do nosso crítico interno, não preciso nem dizer qual vai ser o resultado mais provável, né?

Não vou conseguir”, “não sou suficiente”, “não sou boa o bastante”. Frases como essas surgem nos nossos pensamentos, e nós nos permitimos acreditar nelas. A partir daí, elas se tornam verdade, porque nos tornamos aquelas pessoas inseguras, que desistem de tudo, ou nem chegam a tentar. Nos colocamos em uma posição de inferioridade e o medo do fracasso, das críticas e da frustração.

Ou seja, a insegurança nos paralisa completamente.

Uma pessoa insegura tende a afastar quem está à sua volta. Como é desconfiada, não se conecta, não tem iniciativa e acaba adotando uma postura muito negativa. Isso dá início a um ciclo vicioso, já que ela se sente rejeitada, fazendo com que ela afaste ainda mais pessoas.

E qual a solução pra isso? Como deixar de ser insegura? Bom, a única arma contra a nossa mente é ela própria! Basta tomarmos as rédeas e mudarmos nosso padrão de pensamentos. A mente pensa, ela acredita e ela faz!

Claro que não é como simplesmente apertar um botão. Uma ferramenta tão complexa quanto o nosso cérebro exige comandos muito mais elaborados e que só são aprendidos com prática e muito treino. Por isso, preparei alguns exercícios mentais pra você começar a desenvolver a habilidade de controlar a sua mente, vencer esse fantasma da insegurança e se tornar uma pessoa muito mais confiante, realizadora e feliz!

Como deixar de ser insegura praticando 5 exercícios mentais

1. Ponha tudo no papel

Escrever nos ajuda muito a organizar nossos pensamentos e visualizar melhor as coisas. Portanto, fazer listas e lê-las dá uma concretude fantástica para aquilo que queremos reforçar, ou refletir sobre.

Faça uma lista com todas as suas crenças que te geram insegurança, como, por exemplo: “nunca serei nada na vida”, “nunca termino o que começo”, “nada do que faço é bom o suficiente”, e etc. Depois, busque fatos que contradigam essas crenças. Desconstrua cada frase negativa. Quantas coisas você já terminou? Quantas coisas boas você já fez?

Se for preciso, pergunte para pessoas próximas e queridas que reconheçam as suas qualidades.

E esse é o próximo passo! Faça outra lista com todas as suas qualidades. Não tenha medo de parecer arrogante, só você vai ler. Escreva todas as suas características positivas, habilidades e talentos em uma folha e busque outra para todas as suas conquistas e vitórias. Coloque desde as menores conquistas, como aprender a andar de bicicleta, até as maiores, como a conquista de um emprego.

Cole essas 3 listas em algum lugar que você veja sempre e leia várias vezes por dia.

2. Acostume-se a buscar soluções pra tudo

Treine seu pensamento para cada vez que tiver uma sensação negativa relacionada a algo, materializar o pior cenário para aquilo e buscar a solução.

Por exemplo: se pensar que não vai conseguir algo, questione qual a pior coisa que pode acontecer se você não conseguir. A partir daí, pergunte qual a solução para esse possível resultado.

Você vai ver que as coisas são muito mais simples do que projetamos e com a solução em mãos para eventuais obstáculos, o medo vai diminuir e a probabilidade de dar errado também. Afinal, você vai agir com mais confiança!

3. Desafie-se

Estabeleça mentalmente para si mesma pequenos desafios ao longo do dia, e cumpra-os! Devem ser desafios realizáveis e você deve começar com coisas simples. O importante é estabelecer prazo e fazer.

No início podem ser coisas como “vou organizar minha mesa de trabalho até o final do dia” ou “vou acordar 10 minutos mais cedo por pelo menos 1 semana”. Depois, passe para desafios maiores como “cozinhar um jantar para alguns amigos no final de semana”. Aproveite para incluir aquela tarefa que você vem adiando a tempos. Acrescente elementos que a deixem divertida como cronometrar o tempo que você vai levar para termina-la ou estabelecer um prêmio ao cumpri-la.

Não pule direto para desafios de alta complexidade. Comece por aqueles que você tem certeza que pode cumprir e que vão aumentar aos poucos a sua autoconfiança.

como deixar de ser insegura - 3
Desafio aceito

4. Exercício de Imagem Mental

O objetivo dos exercícios de imagens mentais é fazer a comunicação direta com o nosso inconsciente, que é onde as mudanças efetivamente acontecem.

Esse exercício para melhorar a autoconfiança deve ser repetido por 3 ciclos de 21 dias (duas vezes por dia), respeitando um intervalo de 7 dias entre cada ciclo. Nosso cérebro aprende por repetição e é esse o objetivo dos ciclos (não tem nenhuma mandinga no procedimento, rs).

Para não ter que ficar lendo ou decorando, você pode gravar a sua própria voz e ouvir cada vez que for fazer o exercício, assim você também garante que os comandos serão sempre os mesmos.

Então, procure um ambiente calmo e silencioso, sente em uma posição confortável, com os pés firmes no chão, as mãos apoiadas nas pernas e os olhos fechados o tempo todo. Respire profundamente até conseguir um estado de relaxamento e depois dessa tranquilização, focar a atenção na intenção do exercício, ou seja, nos motivos de estar fazendo e no resultado que quer atingir com ele. No caso, adquirir autoconfiança, melhorar a autoestima.

Imagine-se dentro de uma bolha leitosa, que reflete o seu isolamento e a sua excessiva atenção na sua autodesvalorização. A quantidade muito grande de críticas e julgamentos para com você mesma faz isso com você e te impede, te incapacita de entrar na roda da vida.

Respire uma vez e juntando toda a sua força rompa essa película branca. Sinta-se como um pássaro que acabou de nascer e voe o mais alto que puder. Lá de cima, escolha um lugar onde você é aceita como você é. Pense nesse lugar com todos os detalhes, pouse e sinta a aceitação.

Respire e abra os olhos.

como deixar de ser insegura - 4

5. Técnica Swish

Essa é uma técnica excelente para mudar estados emocionais, ou seja, pode ser ótima para os momentos em que você estiver se sentindo insegura e quiser mudar sua emoção para confiante! Basta seguir os seguintes passos:

  • Especifique o comportamento indesejado e que você quer modificar (medo de falar em público, por exemplo).
  • Crie uma “imagem pista”, que é a imagem daquele comportamento indesejado. Imagine-se vivendo essa cena ou situação, vendo o que viu, ouvindo o que ouviu e sentindo o que sentiu em uma situação semelhante do passado, por exemplo.
  • Crie uma “imagem desejada”, ou seja, uma imagem de como você gostaria que fosse quando você obtiver o sucesso no que busca. Nesse caso não se imagine vivendo a situação, imagine-se fora da cena, como se estivesse assistindo a um filme de você mesma.
  • Pergunte a si mesma se você tem alguma objeção de alguma parte de você, mesmo que lá no fundo, àquela imagem desejada.
  • Visualize as duas imagens lado a lado simultaneamente, porém, a situação indesejada deve estar ampliada e colorida enquanto a situação desejada está pequena e em preto e branco.
  • Faça a troca das imagens dizendo a palavra SWISH (ou qualquer outra que seja significativa pra você). Visualize a situação indesejada perdendo cor e se afastando, enquanto a cena de sucesso ganha cores e se aproxima. Essa troca deve ser feita rapidamente.
  • Quebre o estado, ou seja, abra os olhos e pense em outra coisa.
  • Repita os passos anteriores por pelo menos 5 vezes.

como deixar de ser insegura - 6

E é isso, minha gente! Tenho certeza de que com esses 5 exercícios você já vai saber como deixar de ser insegura e notar uma enorme diferença na sua autoconfiança.

Gostaria muito de ouvir de vocês, que já testaram alguma dessas técnicas, qual foi o resultado na sua vida?

E, por fim, queria lembrar que a Programação Neurolinguística (PNL) afirma que a nossa fisiologia é capaz de alterar o nosso estado emocional. Então, se estiver com medo de alguma situação que está prestes a acontecer, vá pra um ambiente onde você esteja sozinha e tranquila e fique alguns minutos em posição de guerreira, com punhos cerrados, peito aberto e sobrancelhas franzidas. Você vai sentir a coragem surgir em você! Daí é só respirar fundo e ir lá conquistar o mundo!

Um grande Beijo!

Thaisa Hahnemann

Como melhorar a Autoestima em 10 passos

Problemas com a autoestima são praticamente uma epidemia do nosso século. Somos bombardeados desde crianças com padrões altíssimos de beleza, comportamento, estilo de vida e a exigência de uma perfeição inatingível é constante.

Tudo isso atinge muito mais as mulheres e isso é inegável. As críticas, rejeições, imposição de culpa, humilhações, etc, vão minando aos poucos a autoestima e autoconfiança das meninas que se tornam mulheres inseguranças, frustradas e carentes.

A baixa autoestima pode levar a doenças mais graves como ansiedade e depressão e também se manifesta em sentimentos e comportamentos como a necessidade de aprovação, submissão a relacionamentos abusivos e tóxicos, tristeza, perfeccionismo, medo, insegurança, super exigência consigo mesma, um elevado crítico interno, dentro outros.

As crenças limitantes que se formam são inúmeras e muito poderosas: “não consigo”, “não sou bonita”, “ninguém gosta de mim”, “não sou capaz”, “faço tudo errado”, “não mereço…”.

como melhorar a autoestima 1

Você se identificou com algum desses pensamentos? Tende a ter um posicionamento muito negativo com relação a sua pessoa e a sua vida? Sente-se infeliz com sua aparência ou com o seu jeito de ser?

Se a sua “voz interior” é muito crítica e negativa e acaba te fazendo mal, muito provavelmente você tem uma baixa autoestima. E as consequências disso são atitudes negativas que atraem mais dificuldades para a sua própria vida. A baixa autoestima é um círculo vicioso muito prejudicial. Por isso, é muito importante identificarmos essa situação e fazermos algo a respeito o quanto antes!

Como melhorar a autoestima em alguns passos: 

Passo 1

O primeiro passo é a consciência da baixa autoestima e a vontade de melhorar. Vale a pena reforçar que se a sua motivação para agir estiver muito pequena, pode ser que você esteja em um quadro depressivo ou ansioso e deve buscar ajuda.

como melhorar a autoestimacomo melhorar a autoestima - 2

Passo 2

Em segundo lugar, é fundamental identificar a fonte da baixa autoestima. Anote seus pensamentos, identifique um padrão. Reflita e tente recordar de alguma situação específica, comentário ou pessoas que deram início a esse sentimento.

como melhorar a autoestima - 3
Pense!

Passo 3

Comece a anular o seu crítico interno com pensamentos conscientes e positivos! Para cada “eu não vou conseguir”, que venha involuntariamente, repita 3 vezes “eu vou conseguir, sim!”

como melhorar a autoestima - 4
Eu consigo fazer isso

Passo 4

Liste todas as suas qualidades ou faça um diário positivo de suas conquistas e vitórias, pensamentos positivos e elogios. Escrever todos os dias algo de bom sobre você mesma vai ajudar a internalizar esse sentimento. Foque em anular aquilo que seu crítico interno mais aponta. Coloque essa lista em algum lugar visível e leia sempre que puder.

como melhorar a autoestima - 5
Eu vou me classificar – Eu sou a melhor!

Passo 5

Peça para que pessoas próximas e queridas escrevam suas 3 principais qualidades na opinião delas. Você vai se surpreender com atributos que você nem tinha se dado conta que tinha.

como melhorar a autoestima - 6
Você é incrível! Você é linda! Você é inteligente!

Passo 6

Use frases assertivas no seu dia a dia. Descreva antes tudo aquilo que for fazer, por exemplo: “vou levantar agora”, “vou escovar os dentes”, “vou colocar uma roupa que gosto”. O importante é você sempre realmente fazer aquilo que você pensar. Sua mente vai entender que você é capaz de realizar tudo aquilo a que se propuser.

como melhorar a autoestima - 7

Passo 7

Estabeleça metas realizáveis e cumpra! A sensação de dever cumprido e de produtividade vai gerar um bem estar tremendo! Além disso, use essas metas para trazer mais positividade e coisas boas para sua vida. Determine, por exemplo, que você vai ser mais saudável comendo uma fruta por dia, ou que vai elogiar um amigo por semana.

como melhorar a autoestima - 8
Autoestima elevada e autoconfiança. “Eu consigo! Eu sou poderosa”

Passo 8

Aceite o fato de que somos imperfeitos. Crie um mantra para situações que não sejam tão agradáveis como “tudo bem, continuo sendo uma pessoa boa”, “não sou perfeita, ninguém é, mas vou continuar trabalhando para ser uma pessoa melhor”.

como melhorar a autoestima - 9
Eu sou boa o suficiente. Eu sou inteligente

Passo 9

Adote um estilo de vida mais positivo. Faça caridade, cuide de si mesma, alimente-se bem, faça exercícios, tenha um hobby e momentos de lazer com pessoas que te façam bem, passeie ao ar livre, tenha um bichinho de estimação, enfim, faça coisas que te agradem. Você merece um mimo!

como melhorar a autoestima - 10
Atitude mental positiva

Passo 10

Procure ajuda. Você não precisa fazer tudo sozinha. Terapia ou Coaching são opções para facilitar a elevação da sua autoestima com ajuda de um profissional.

como melhorar a autoestima - 11
O que quer que esteja te incomodando, tudo bem. Você pode falar comigo. Eu sou um terapeuta

É sempre importante lembrar que somos todos cheios de defeitos e qualidades. Não se compare. Somos únicos! Foque naquelas características que você quer evidenciar, foque nas coisas boas que você tem. Somos quem somos e não podemos mudar nada além da nossa visão de mundo pra que sejamos melhores não só para os outros, mas para nós mesmos.

Acredite em si mesma e não nas revistas e propagandas que só querem acabar com a sua autoconfiança. Concentre-se em ser feliz, elevar a sua autoestima e agradar a pessoa que mais importa no mundo: você!

como melhorar a autoestima - 12

Um grande Beijo!

Thaisa Hahnemann

Principais sintomas da Ansiedade e 7 dias para controlá-los

Nosso atual estilo de vida tem potencializado (e muito!) doenças como a ansiedade, a depressão, a síndrome do pânico, dentre outras. Porém, ainda sabemos muito pouco sobre elas. Muitos mitos e desinformação giram em torno desses que são problemas gravíssimos e de efeitos devastadores, quando não cuidados. Por isso, vamos falar um pouquinho nesse texto sobre os principais sintomas da ansiedade e vamos dar algumas dicas para controlá-los e ter mais qualidade de vida!

Todo mundo já se sentiu ansioso. Quem nunca teve aquela dorzinha de barriga antes de uma entrevista de emprego ou sentiu as mãos suarem enquanto ia para aquele encontro com o crush? Suar, tremer, gaguejar, são sintomas da ansiedade.

sintomas da ansiedade - 1

Ter sintomas de ansiedade de vez em quando é absolutamente normal. Mas quando convivemos com eles por muito tempo do nosso dia e isso começa a prejudicar nossa qualidade de vida, é porque precisamos dar uma atenção maior a isso e, quem sabe, buscar ajuda.

A ansiedade causa sintomas psicológicos, que não são evidentes para quem está de fora, dificultando muito a empatia e a real noção de que a pessoa ansiosa está sofrendo. Mas ela causa também muitos sintomas físicos, que são muito desconfortáveis e muitas vezes incapacitantes.

Principais sintomas da ansiedade:

sintomas da ansiedade - sensacao

Os principais sintomas psicológicos são

  • Agitação e balanço das pernas e dos braços
  • Nervosismo
  • Dificuldade de concentração
  • Preocupação
  • Medo constante
  • Sensação de que algo ruim vai acontecer
  • Descontrole sobre os próprios pensamentos
  • Preocupação exagerada em relação à realidade

Já os principais sintomas físicos são:

  • Enjoo e vômitos
  • Tontura ou sensação de desmaio
  • Falta de ar ou respiração ofegante
  • Dor ou aperto no peito e palpitações no coração
  • Dor de barriga, podendo ter diarreia
  • Roer as unhas, sentir tremores e falar muito rápido
  • Tensão muscular, causando dor nas costas
  • Irritabilidade e dificuldade para dormir

Além dos sintomas da ansiedade, são vários os tipos e manifestações dela.

A ansiedade aguda é a presença de um ou mais desses sintomas em determinada situação específica, como o primeiro dia de um emprego novo, o dia do casamento, uma briga ou algum problema financeiro. É importante que haja uma atenção e um cuidado para que não se torne um caso de ansiedade crônica.

A ansiedade generalizada é a presença de 3 ou mais sintomas, físicos ou psicológicos, quase que diariamente. Se você se sentiu assim nos últimos 4 a 6 meses, busque ajuda de um psiquiatra e de um psicólogo, que irão indicar o melhor tratamento para o seu caso.

O transtorno de ansiedade está diretamente relacionado com síndromes, fobias, estresse excessivo, transtorno de obsessão, distúrbios, TOC, enfim tudo que não permite que uma pessoa possa viver em paz com outras (ou com ela mesma).

A crise de ansiedade é caracterizada pelos sintomas mais físicos. Então, pode ser o suor frio, atropelamento de falas, boca seca. Ou seja, tudo o que é relacionado com sentimentos físicos, considera-se como crise. A ansiedade aguda, portanto, pode ser caracterizada por crises de ansiedade em situações específicas ou não (se os sintomas forem apenas psicológicos).

Há ainda os ataques de ansiedade, que são conhecidos popularmente como “Crises de Existência”. Os ataques de ansiedade acontecem quando começamos a questionar tudo: “Por que estou vivo”, “E se eu me matar?”, “Será que vou enlouquecer?”.

sintomas da ansiedade - 2

E vale lembrar que todos esses “tipos de ansiedade”, além dos incômodos e sintomas já mencionados, a longo prazo podem afetar muito a saúde do nosso corpo, diminuindo nosso sistema imunológico, facilitando o aparecimento de gastrite, úlceras, problemas cardíacos, respiratórios e até metabólicos.

Mas, por favor, não surte! Porque a boa notícia é que tem como resolver.

sintomas da ansiedade - 3

Como já falado, a depender da gravidade de cada caso, é essencial o apoio de profissionais qualificados no tratamento da ansiedade. Não hesite em buscar um médico psiquiatra e um psicólogo para te ajudarem nessa caminhada.

E existem também alguns métodos naturais de controle e diminuição da ansiedade que você pode usar em paralelo ao seu tratamento ou até mesmo só eles, se o seu caso for inicial e mais leve. Vamos para alguns exemplos!

Como controlar os sintomas da ansiedade

1. Respire

O primeiro e talvez mais importante método contra a ansiedade é a respiração. Geralmente, quando temos um ataque de pânico, começamos a hiperventilar. Nessa hora, o melhor a fazer é respirar profundamente. Assim, oxigenamos o cérebro e reduzimos a sensação de estresse.

Inale o ar durante 4 segundos, segure a respiração durante 2 ou 3 segundos e, por fim, demore 4 segundos para liberar o ar.

sintomas da ansiedade - respiracao

Caso sinta dificuldade em se acalmar e respirar, experimente retirar o ar de dentro de um saco de papel pardo. O saco enche de dióxido de carbono e inspirar este ar restaura bem mais rápido o balanço de oxigênio/dióxido de carbono, fazendo assim as sensações desagradáveis desaparecem. Essa técnica vai ajudar a acalmar o ritmo acelerado da respiração.

sintomas da ansiedade - repiracao 2

Quando sentir que está mais estável, dê início à simples respiração profunda. Respire assim até sentir os músculos relaxados e a mente mais vazia.

2. Faça exercícios físicos

Atividades físicas liberam endorfina, substância que traz ao corpo uma sensação gostosa de paz e de felicidade, ajudando muito com a diminuição do estresse e da ansiedade. Não precisa ser nada muito radical! Corrida, natação ou mesmo pilates e ioga são suficientes para te trazer bem-estar.

3. Pratique Mindfulness

sintomas da ansiedade - mindfulness

Mindfulness é uma tradução para inglês da palavra Sati e é definido como “a capacidade de atenção plena”. A ideia é a de estarmos conscientes do que se passa no nosso corpo, na nossa mente, nos nossos pensamentos e nas nossas emoções. Ou seja, de nos lembrarmos de prestar atenção e ter consciência de nós mesmos.

Existem muitos benefícios comprovados com a prática diária do Mindfulness, como o combate à ansiedade e à depressão, melhora do sono, diminuição da irritabilidade e do estresse. Nossa memória também melhora, assim como nossa criatividade, resistência mental e física aumentam.

4. Tome remédios naturais

Para amenizar os sintomas da ansiedade, adicione ao seu dia a dia alimentos com efeitos calmantes como suco de maracujá, alface, chá de camomila. Evite estimulantes como o açúcar e a cafeína. Tenha sempre no bolso o um lenço borrifado com óleo de lavanda dissolvido em água. Esse aroma tem propriedades calmantes. Dê uma chance, também, aos florais.

5. Faça atividades relaxantes

sintomas da ansiedade - atividades

Por fim, experimente incorporar aos seus hábitos atividades prazerosas e relaxantes. A meditação e os pensamentos positivos têm efeitos extraordinários na nossa vida.

Escrever sobre seus sentimentos ajuda muito a colocar para fora as sensações ruins. Se preferir, converse com alguém querido. Palavras de afeto e apoio são fundamentais, então cerque-se de pessoas que te amem.

Saia de casa, tome um solzinho, ria com amigos e afaste-se de pessoas e situações desagradáveis. Banhos mornos e massagens relaxantes também podem ser muito terapêuticos, além de uma boa noite de sono.

A música é uma forte aliada! Ouça músicas relaxantes, animadas e que te façam sentir bem.

6. Experimente as diversões cognitivas

sintomas da ansiedade - cognitivas

Existem vários exercícios mentais que podem ocupar a sua mente e te distrair dos pensamentos ruins. Esse tipo de estratégia se chama diversão cognitiva. Por exemplo, experimente contar apenas os números ímpares de 1 a 100. Liste todos os filmes de que você mais gosta. Nomeie todos estados do seu país, por ordem alfabética. Declame o seu poema favorito ou cantarole a melodia da sua canção predileta.

7. Em casos de crise aguda…

Cante! Cantar uma música que você gosta vai te ajudar a esvaziar a mente e trazer a sensação de bem-estar quando os sintomas da ansiedade aparecerem.

Se chegar a vomitar, tome um banho de água quente com uma camiseta vestida. Dessa forma você vai sentir uma sensação de conforto e relaxamento. Fique no banho o tempo que precisar até sentir o corpo e a cabeça descansados. Depois, deite e tente dormir.

Se pressentir um ataque durante a madrugada, caminhe pelo quarto respirando lenta e profundamente.

Não tenha receio de pedir ajuda da família e amigos. O suporte emocional vai fazer muita diferença.

sintomas da ansiedade - amigos

Lembre sempre que você não está sozinha e que tudo isso vai passar!

Um grande Beijo

Thaisa Hahnemann

Casando sem stress: 3 dicas para não pirar!

Vocês se conheceram, ficaram, talvez tenham conversado por horas antes do primeiro beijo – talvez não – descobriram coisas em comum, descobriram as diferenças, namoraram por meses, anos, você consolidou a certeza de querer passar o resto da vida ao lado daquela pessoa e, como em um filme de sessão da tarde, vem o pedido de casamento!

casando sem stress - 1

E agora?

Talvez você seja aquele tipo de pessoa que já tinha o salão, o vestido e as flores e só faltava o noivo. Ou talvez você nunca tenha pensado em nada disso e não sabe nem qual é a diferença entre um vestido princesa e um sereia.

Fato é que sendo qualquer um dos perfis de noivas, muito provavelmente você vai adentrar um período na sua vida que todo mundo acha que é lindo e delicioso, mas que revela muito mais estresse e ansiedade do que jamais imaginado.

De repente você se vê sendo bombardeada com 1001 decisões a tomar, sobre coisas que você não tem ideia do que sejam, com a ajuda dos mais variados palpiteiros, cada um com a sua própria opinião. Você tem que se preocupar com os convidados, amigos, família, buffet, foto, filmagem, música, flores, decoração, bebidas, vestido, salão, convites, docinhos, bolo e no meio disso tudo com as suas inseguranças, expectativas, sonhos!!

casando sem stress - 2
Meu deus! Por que você não me disse?

Ufa! Não é fácil! As responsabilidades desse momento aliadas ao medo e à insegurança pelo momento que vai vir a seguir (a  vida de casada) podem deixar mesmo a noiva mais calma uma pilha de nervos.

Gerenciar o tempo e todas essas tarefas, mais os seus próprios sentimentos e expectativas pra que tudo saia perfeito, mais os relacionamentos com as pessoas próximas (que podem ser muito irritantes nesse período), às vezes é muito mais do que a Noiva está acostumada e é comum sair do eixo.

Mas como tudo na vida, tem solução!

É possível passar por essa fase com tranquilidade, aproveitando cada detalhe do planejamento do grande dia e, mais importante, chegando à celebração do casamento pronta pra viver o momento e desfrutar da festa com toda a alegria e animação que a ocasião merece!

E como fazer isso?

Casando sem stress em 3 dicas:

1. Organize-se

casando sem stress - 3

Uma das maiores origem de ansiedade e estresse é a falta de organização. Você fica com todas as informações na sua cabeça e parece que elas vão se misturando, se perdendo e você se vê tão confusa que dá vontade de desistir de tudo!

Pois bem, coloque tudo no papel! Abuse das listas, check lists, cronogramas, agendas, enfim. Crie o método que melhor funciona pra você, seja no papel ou no celular para as mais conectadas. Surgiu uma tarefa? Já coloque um prazo e anote!

Mas descarregue a sua mente e libere espaço para tomar decisões e focar no que realmente importa.

2. Alinhe suas expectativas

casando sem stress - 4

Outra grande causa de estresse, ansiedade e muita insegurança são as expectativas que a noiva cria e que muitas vezes fogem da realidade. Por muito ou pouco tempo aquela festa foi sonhada, imaginada, planejada e você quer que saia perfeita, não é? E aí que mora o problema, porque perfeição é algo inatingível!

Seja por imprevistos, pelo orçamento, por leis da física ou o que quer que seja, nem sempre tudo vai sair exatamente nos mínimos detalhes do jeito que você quer! E isso não é ruim!

Desprenda-se de expectativas muito altas. Se algo sair um pouco do esperado, ninguém vai nem notar! Às vezes colocamos o foco no que não é tão importante e esquecemos que a principal razão dessa celebração é o amor, uma união, uma família, uma vida nova que está começando.

Se o seu orçamento não comporta unicórnios coloridos descendo do lustre de cristal na hora de cortar o bolo, vale a pena ficar decepcionada com isso? É realmente importante? Ou ter a pessoa que você ama ao seu lado e seus entes queridos ali para comemorar o amor de vocês já não é suficiente?

3. Busque ajuda

Tudo isso é muito simples, mas ninguém disse que é fácil! A grande maioria das noivas está com um turbilhão de emoções dentro dela e nem sempre consegue gerenciar isso tudo sozinha. É absolutamente normal. Muita gente acha que é “frescura” até realmente viver na pele e perceber que o buraco é mais embaixo. Por isso, não tenha medo ou vergonha de pedir ajuda.

Pode ser na delegação de tarefas para sua mãe, para o noivo, para alguma madrinha. Ou pode ser na busca de profissionais competentes que possam te ajudar, como um bom cerimonialista!

casando sem stress - 5

O mais importante é ter a consciência de que esse é um momento seu e do seu noivo e que VOCÊS, acima de qualquer outra pessoa, devem estar felizes e aproveitando ao máximo. Casamento não combina com estresse! Então, concentre-se no amor de vocês e não esquece: inspire, expire e não pire!

Um grande beijo!

Thaisa Hahnemann

10 lições que você só aprende no dia do seu Casamento

O tão esperado dia do seu casamento foi cuidadosamente planejado e pensado. Foram meses ou até anos decidindo cada detalhe. Mas com certeza, no dia da festa, ainda vão surgir algumas surpresas e aprendizados que só a experiência nos traz.

Acontece que noiva nenhuma gosta desse tipo de surpresa, né? Haha

Por isso, tentando te adiantar alguns desses insights, separei 10 dicas que vão te ajudar a se preparar ainda mais pra curtir o dia do seu casamento o máximo possível!

Lições que você aprende no dia do seu casamento:

  1. Use um sapato confortável

Você vai passar horas em pé, vai desfilar pra cima e pra baixo na festa, posar para fotos, fazer a primeira dança com seu noivo. Agora imagine fazer tudo isso morrendo de dor nos pés!

Claro que praticamente toda noiva quer aquele sapato esplêndido para o seu grande dia, mas vale a pena sacrificar o seu bem-estar e não conseguir aproveitar o baile até de manhã?

Uma dica é levar com você algum sapato baixo, um chinelo ou uma palmilha que te ajude quando os calcanhares começarem a reclamar.

dia do seu casamento-10

  1. Peça para outra pessoa assumir a responsabilidade de guardar e recolher seus pertences

Concentre-se apenas em você, no seu noivo e em curtir a sua festa. Mas lembre de pedir pra alguém de confiança assumir a responsabilidade pelos seus pertences, assim você não corre o risco de sair da festa só com um sapato, sem celular, com o batom de outra pessoa e sem nenhum documento pra sequer lembrar seu nome!

dia do seu casamento-9

  1. Você não vai se sentir realmente casada ainda.

Essa é uma sensação que só o seu casamento é capaz de fazer por você. Em um momento você está solteira e depois de falar umas palavras e assinar uns papéis, bum! Você vira uma mulher casada.

Muita gente se surpreende com o fato de não se sentir casada ainda ou de achar estranho chamar o noivo de “marido”. Fique tranquila porque demora uns meses até vocês se acostumarem a se chamarem de marido e esposa sem cair na gargalhada.

dia do seu casamento-8

  1. A festa vai passar incrivelmente rápido

Participe da pista de dança e aproveitem bem as músicas escolhidas. Espere para receber os cumprimentos na pista de dança para não perder nenhum momento da festa. Dance, pule e abrace as pessoas sem se preocupar em estragar o cabelo e o vestido ou se está tudo acontecendo exatamente como você planejou.

O que importa nesse momento é curtir! Em poucas horas, meses e anos de planejamento vão ter terminado e tudo que vai restar vão ser as lembranças, então faça com que sejam as melhores possíveis! A animação sua e do seu Noivo é que vai contagiar os convidados e, consequentemente, a festa!

Garanta que você não vai se arrepender por não ter aproveitado tudo que podia.

dia do seu casamento-7

  1. Você vai se esquecer de um monte de pequenos detalhes que você gastou muito tempo planejando. Não tem problema!

Ninguém vai nem perceber se você esqueceu da purpurina comestível que ia junto nas lembrancinhas dos convidados. Convenhamos, é muita coisa! Não se incomode se faltarem alguns detalhes.

O que vai ficar na memória vai ser a festa como um todo e a alegria que você e seus convidados sentiram.

dia do seu casamento-6

  1. Aceite todas as bebidas oferecidas

Essa é uma lição importante que as que já casaram podem dar para as que ainda vão casar.

Você vai ter que falar MUITO e com TODO MUNDO. Isso dá sede. E não vai ser muito fácil você chegar até o bar. Ou seja, aceite as bebidas que te oferecerem e fique grata por sempre existirem aquelas pessoas que gostam de fazer favores para os noivos durante a festa.

Não tenha vergonhada de ser mimada nesse dia. Use e abuse!

dia do seu casamento-5

  1. Você quer boas fotos, mas ser arrancada da diversão enquanto elas estão sendo tiradas pode ser MUITO irritante

As fotos mais bonitas são as que refletem os momentos de maior felicidade, ou seja, aquelas que são espontâneas e que acontecerão se você estiver curtindo a sua festa.

Alinhe bem com o seu fotógrafo qual a dinâmica que você quer no seu grande dia. Se você não quer passar horas fazendo fotos posadas e dentro do protocolo, mas também não quer correr o risco de não tirar algumas que são importantes, dê ao fotógrafo uma lista daquelas pessoas com quem não podem faltar fotos e vá aproveitar! Confie no profissional que você contratou.

dia do seu casamento-4

  1. Na lista de convidados, evite tantos protocolos

Você vai perceber que é praticamente inevitável chatear alguém, então, pra que se estressar?

No dia da sua festa você vai ver o quanto é tão gostoso olhar para os lados e só encontrar amigos e pessoas que realmente estão felizes por vocês dois.

dia do seu casamento-1

  1. Não tenha medo de SENTIR!

O que mais fixa em nossas lembranças são os momentos recheados de uma emoção muito forte e no seu casamento você não vai querer bloqueá-las. Sintam todas as emoções sem medo de ser feliz. Vale a pena cada sensação vivenciada nesse dia único.

Não segurem as lágrimas no dia do seu casamento! Muitas pessoas têm medo de chorar no casamento, estragar a maquiagem, não sair tão bem nas fotos ou até de ficar com vergonha de expor seus sentimentos. Mas lembre, você dedicou muito trabalho, tempo, dinheiro e dias de sono por este dia, então não o deixe ir sem sentir cada pedacinho de sua alegria.

Planeje homenagens, votos, músicas e tudo que tragam à tona os sentimentos bons que essa ocasião representa!

dia do seu casamento-2

  1. Relaxe na véspera

No dia do seu casamento você vai querer estar descansada, acredite!

E depois de tanto tempo investindo energia para que a festa acontecesse, eu sei que é bem difícil. Então, organize-se para terminar tudo alguns dias antes, delegue algumas tarefas, cerque-se de pessoas que te ajudem a se manter calma e vá para um spa, ou para qualquer lugar que te traga tranquilidade e relaxe nesses dias de véspera.

Aproveite e leve essas dicas para a vida de casados depois. É uma jornada que está só iniciando e vale a pena curtir cada momento!

dia do seu casamento-3

Beijosss

Thaisa Hahnemann